Três sinais de que você é a pessoa tóxica no seu ambiente de trabalho

Pessoas tóxicas são encontradas em todos os lugares, principalmente no ambiente de trabalho. Elas são fáceis de identificar – estão sempre reclamando de algo, com pensamento negativo e pessimista, praticam “bullying” com outros funcionários, distraem os colegas e atrapalham o trabalho da equipe. São as ‘laranjas podres’ da organização, capazes de prejudicar o resultado dos negócios e o desenvolvimento dos colegas de trabalho.

Em alguns casos, nós somos uma dessas pessoas, mas a negação impede que tenhamos uma visão com o ponto de vista dos outros. Reconhecer que você é a pessoa tóxica no seu trabalho é uma tarefa difícil, por isso separamos alguns sinais para ficar atento, em deixar que seu comportamento tóxico prejudique o sucesso da sua carreira. Confira:

  1. Tudo gira em torno de você

Quem nunca se colocou no centro do universo e fez com que tudo fosse sobre si mesmo que atire a primeira pedra. O problema está em manter esse tipo de comportamento como um hábito. Somos seres humanos, enfrentamos dificuldades, muitas vezes nossas emoções tomam conta e tudo que conseguimos enxergar são nossos próprios problemas, esquecendo-se completamente do mundo à nossa volta. Colocando-se no centro das atenções sempre e portando-se como o único indivíduo que merece atenção, você prejudica o clima organizacional e ainda se torna aquela pessoa que ninguém deseja estar perto.

Mesmo que você esteja passando por um momento difícil, não tome a conversa inteira para falar sobre sua vida e seus problemas. Procure ouvir mais as pessoas e dar atenção ao que elas têm a dizer. O mais importante é não transformar todos os assuntos em algo relacionado à sua vida.

  1. Ser passivo-agressivo

O comportamento passivo-agressivo é um dos mais comuns em pessoas tóxicas. Dar elogios sarcásticos, ignorar um colega de trabalho, alimentar o clima de fofocas, falar uma coisa e fazer outra, ou excluir propositadamente alguém de uma conversa, situação etc., pode prejudicar o ambiente de trabalho, além de sua própria reputação e carreira. Uma pessoa passivo-agressiva dificilmente tem consciência do próprio comportamento e, por conta disso, tem grande dificuldade de mudá-lo.

O primeiro passo é aprender mais sobre essa condição. A agressividade passiva pode surgir como um mecanismo de defesa. Os funcionários tóxicos com esse transtorno, normalmente, se sentem ameaçados, invejosos ou inseguros.

Em vez de lidar com seus sentimentos com comportamentos agressivos com as pessoas ao seu redor, tente trabalhar com isso de forma mais produtiva. Por exemplo, o exercício físico pode liberar raiva e outros sentimentos negativos. É importante tentar canalizar o estresse e as frustrações de maneira que não afete as pessoas ao seu redor e prejudique o ambiente de trabalho.

  1. Sentir inveja do sucesso do outro

A inveja é um sentimento quase incontrolável, principalmente quando se vê um colega de trabalho conseguir o cargo que você tanto almejava. O problema é que isso pode se transformar em um comportamento tóxico no trabalho. E nesse processo todos são afetados, pois o ambiente é contaminado e o clima organizacional é afetado negativamente.

Basicamente, a inveja é o fruto da nossa própria insegurança. O sucesso do outro não impede que você tenha sucesso também. É preciso parar de se comparar com os outros. O importante é focar nos seus próprios objetivos e em suas oportunidades de desenvolvimento e se sentir mais confiante sobre suas fortalezas, mesmo quando alguém conseguir algo que você deseja.

Enquanto você se preocupa com as realizações alheias, está perdendo tempo de investir na própria carreira e crescer profissionalmente.  Em vez de ter um comportamento invejoso, compartilhe o sucesso de seu colega de trabalho e reconheça-o como um passo em direção aos objetivos maiores da empresa. Foque suas energias em algo positivo, desafiando-se a trabalhar mais e melhor.