Embora nossos níveis de inspiração flutuem de tempos em tempos, todos diferimos no nível de criatividade que possuímos. Se colocarmos lado a lado, Leonardo Da Vinci e George W. Bush, quem você apontará como o mais criativo?

No mundo dos negócios, poucos empresários podem replicar a força colossal de inovação demonstrada por figuras como Steve Jobs, Jeff Bezos ou Richard Branson.

Mas será que é possível ensinar alguém a ser mais criativo?

Até certo ponto, o nosso nível de criatividade é difícil de mudar. Esses níveis são demonstrados por traços de personalidade, como curiosidade intelectual e mente aberta para desfrutar novas experiências.

A criatividade não é 100% maleável – a personalidade estabelece o limite – no entanto, ainda pode ser cultivada por meio de intervenções deliberadas, especialmente por um longo período de tempo. Estudos genéticos sugerem que os genes determinam apenas 10% da variabilidade do potencial criativo, logo, há muito espaço para o desenvolvimento nesse sentido.

Considere alguns fatores ao efetuar um coaching para treinar a criatividade de uma pessoa:

Transmita muito feedback

Visto que muitas pessoas não são tão criativas quanto imaginam ser, é importante transmitir feedbacks individuais e assertivos ao tentar capacitar um indivíduo a ser mais criativo. Fazer isso é essencialmente importante quando a pessoa é narcisista, já que é comum esses indivíduos aumentarem a estima que eles próprios possuem sobre suas competências a um nível irreal. O feedback é um recurso fundamental  para fechar o espaço entre a confiança e a competência. Profissionais que buscam mais feedback, revelam desempenhar atividades com mais criatividade do que aqueles que recusam opiniões sobre sua performance.

Providencie treinamento em pensamentos criativos

Vários exercícios foram criados para ampliar a performance criativa das pessoas. Por exemplo, ensinar as pessoas a criar ideias de novelas e enredos, assumir tarefas desafiadoras, absorver conhecimento fora da sua área de especialização. Mesmo mudanças pequenas no seu dia a dia podem gerar um impacto positivo na sua produção de criatividade – um exemplo seria pegar um caminho diferente todas as vezes que for ao trabalho, ou assumir novos hobbies e atividades.

Não perca no próximo post, abordaremos mais alguns tópicos para o desenvolvimento da capacidade criativa de um indivíduo.

Com HBR