Roberto Santos responde: Não sei que rumo dar à minha carreira. O que faço?

Trabalho há 10 anos no ramo de vendas, tenho uns 300 clientes. Porém me graduei no curso de sistemas de informação. Consegui um emprego como analista com salário otimo no mercado. Porém estou desmotivado, me identifico mais com a área de vendas, porque gosto muito do contato com pessoas. O que devo fazer? Estou completando no fim do mês o tempo de experiência.

Resposta: Mais cedo ou mais tarde nos encontramos em uma encruzilhada de carreira — seja no início, quando temos que escolher, dentre tantas opções, aquela carreira que responda àquilo que cremos ser nossa vocação, seja no meio dela quando precisamos rever a jornada até então, para avaliar nossas escolhas e rever se estamos na estrada certa para o destino planejado, ou seja, ainda quando temos que refletir sobre o momento de parar ou redefinir os próximos passos.

De todas estas encruzilhadas, a mais desafiante é encontrar nossa verdadeira vocação, baseada naquilo que nos motiva e nos realiza. Quando nos dedicamos àquilo que nos completa e realiza, podemos fazer um trabalho melhor e teremos preenchido uma das condições necessárias para o sucesso profissional.

Por esse motivo, seu conflito entre o que pareceu fazer sentido ao fazer o curso de gradução em sistenas e sua carreira bem sucedida em vendas parece ser um bom exemplo de uma aparente encruzilhada, mas sua desmotivação aponta para a necessidade de retomar o caminho de carreira onde encontrava sua felicidade — a área de Vendas.

Provavelmente, no futuro, você poderá encontrar um caminho em que consiga uma junção das duas estradas onde você poderá atuar em vendas no ramo de tecnologia de informações ou sistemas, aliando então seu conhecimento técnico com sua motivação para vendas para uma realização mais plena. Até lá, você poderia atender ao chamado mais alto que lhe trouxe realização por dez anos. Sucesso!