Roberto Santos responde: Como ingressar na área de Recursos Humanos com pouca experiência?
Group of happy young people waiting for job interview

Sou formada em Processos Gerenciais e tenho MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, trabalho atualmente numa instituição de ensino com atendimento aos alunos. Já trabalhei com Recursos Humanos como assistente e pretendo voltar a essa área, porém acredito que tenho pouca experiência, pois minha maior experiência é com serviços administrativos internos, como faturamento, financeiro, além do atendimento.

Não sei por onde começar. Pensei em fazer mais uma pós, ou até mesmo outra graduação. No meu trabalho, há o plano de carreira. Penso em como poderia tentar entrar na área caso haja uma vaga.

Pode me ajudar nessa questão?

Roberto Santos, sócio-diretor da Ateliê RH, responde:

Primeiramente, obrigado por seu contato e interesse em nossa contribuição para suas questões de carreira.

Um conceito relativamente atual sobre o desenvolvimento de liderança e executivos, mas que tem uma aplicação mais ampla é o 70/20/10, ou seja, a proporção do que leva ao desenvolvimento na carreira depende 70% de novas experiências, responsabilidades, envolvimento em projetos e forças-tarefa, 20% depende de feedback e coaching sobre nosso comportamento e atitude no trabalho e (apenas) 10% de cursos formais, como a graduação ou “mais uma pós”, como você menciona.

Esta abordagem é bem diferente daquela mais usual que deposita uma prioridade muito maior a cursos. Será que investir tempo e recursos para estas saídas é o que fará a diferença para você migrar para a área de Recursos Humanos? Ou, na linha do 70/20/10, buscar com afinco uma oportunidade de atuar na área, mesmo que seja em algum projeto pontual para ser vista como um recurso para fazer mais do que os serviços administrativos. A transferência de habilidades, como atendimento de alunos, para algumas responsabilidades de RH de coaching e aconselhamento de carreira, é outra possibilidade.

Acima de tudo, comunicar aberta e autenticamente sua forte motivação para atuar na área, sem dúvida, deveria ter prioridade sobre fazer mais cursos. Depois de avançar um pouco naqueles 70%, você poderia até renovar o foco nos 10% de cursos formais. Além disso, depois que estiver atuando na área, você poderá até definir melhor que tipo de curso vai fazer a diferença para seu crescimento.

Sucesso pra você!