Qual é o poder da primeira impressão em uma entrevista de emprego? Um estudo publicado pelo Journal of Occupational and Organizational Psychology mostra que nem sempre a primeira impressão é a que fica. Mas então quanto tempo realmente leva para um empregador tomar uma decisão quando é o encarregado em avaliar a seleção de profissionais?

Enquanto 40% dos entrevistados disseram ter tomado a decisão depois de 15 minutos de entrevista de emprego ou apenas depois que a entrevista terminou, 60% dos entrevistadores disseram que tomaram a decisão nos primeiros 15 minutos. Entre eles, aproximadamente 26% se decidiram nos primeiros cinco minutos e apenas 5% tomaram a decisão no primeiro minuto. Ou seja, um grupo muito pequeno de empregadores tomam decisões baseadas apenas nas primeiras impressões.

A estrutura da conversa influencia

Entrevistadores que usam uma lista de perguntas feitas a todos os candidatos levam mais tempo para se decidir. Por outro lado, os que usam uma abordagem mais informal, muito focada na qualidade do relacionamento, se decidiram mais rapidamente.

O estudo também revelou que os entrevistadores veteranos são mais propensos a tomar decisões rápidas. Os menos experientes, no entanto, são mais influenciados pelo relacionamento construído com o candidato.

Ainda segundo o estudo, é mais comum que os empregadores passem mais tempo analisando os candidatos em etapas anteriores do processo seletivo e não apenas no final.

A pesquisa foi feita com base em entrevistas de 166 empregadores com 700 estudantes de uma universidade dos Estados Unidos. Todos estavam disputando empregos reais e passaram por entrevistas de 30 minutos.

O uso de outras ferramentas de seleção, além da entrevista, na seleção de profissionais ajuda na contratação de candidatos mais qualificados e com destaque em sua área de atuação. Testes de personalidade modernos são capazes de mapear as mais diversas características de candidatos, evitando os gastos com contratações erradas.

Com Entrepreneur