Muitas vezes, uma mudança de carreira parece uma transformação glamourosa – uma imagem blasé do “antes” transformada em um belo “depois” em uma revista de celebridades. Mas, assim como nunca vemos o trabalho que uma celebridade tem para sair na capa da revista, também nunca vemos o percurso duro e difícil das pessoas que fazem uma mudança na carreira.

Há uma tonelada de tentativas e erros.  

Fazer uma mudança de carreira é em grande parte um exercício de resiliência. O começo vai ser difícil e erros vão acontecer. Quer você escolha iniciar um negócio próprio, ou mudar totalmente de carreira, os erros precisam ser vistos como oportunidades de aprendizagem e redefinição de rumos. 

Errar na primeira (ou segunda ou terceira) tentativa é praticamente é normal. A chave é continuar aprimorando e tentando até acertar. 

Além disso, muitas mudanças de carreira exigem algum tipo de troca de estilo de vida no começo. Se não for um carro menos sofisticado, talvez seja uma diminuição do orçamento de lazer, ou menos férias. Se não for um compromisso financeiro, pode ser uma concessão de tempo. As mudanças são temporárias, e considerando que você está passando de uma carreira que odeia para que ama, é um preço baixo a pagar. 

Você também pode negociar “ideal” por “menos do que perfeito, mas viável” no início de sua mudança de carreira, seja um trabalho temporário e de transição para entrar em um novo setor ou em uma decisão de negócios.  

Você precisará suporte financeiro extra. 

A menos que você seja rico de forma independente, provavelmente precisará contar um “colchão financeiro” que possa auxiliá-lo durante a transição. Mesmo quando você decide entrar em seu próximo empreendimento de trabalho em tempo integral, pode demorar um pouco até que ele possa apoiá-lo da maneira que você deseja. Não é incomum contar com uma rede de segurança financeira por alguns meses, seja uma contribuição maior de um cônjuge para despesas da casa ou a necessidade de usar a poupança.  

Não é algo rápido. 

É difícil não se sentir uma criancinha novamente  ao fazer uma mudança de carreira. Como uma criança de três anos no banco de trás choramingando: “Já estamos chegando?”, sua impaciência o irritará, porque tudo leva muito tempo. As tarefas que você poderá realizar rapidamente daqui a um ano levarão várias horas ou dias. É por causa da curva de aprendizado, e é praticamente inevitável. Felizmente, é temporário. 

Se você está cansado de seu emprego anterior, atingir seu passo na mudança de carreira pode levar ainda mais tempo. Por isso, não seja muito duro consigo mesmo. Um breve tempo de carreira raramente é a primeira escolha de alguém, mas é mais comum do que você imagina. Raramente é algo sobre o qual as pessoas falam quando o tema é mudança de carreira. Leia também o artigo de Roberto Santos, sobre as “Encruzilhadas de Carreira” e se quiser fazer uma consulta, mande sua pergunta para robertosantosresponde@atelie-rh.com.br