Como você acha que é a sua reputação no trabalho?

Provavelmente você pode identificar com facilidade no escritório o indivíduo que todo mundo sabe que é inconveniente e aquele que todos enxergam como arrogante. Porém, você já parou para pensar como as pessoas enxergam você no ambiente de trabalho? Você talvez pense que é visto como o cara eficiente ou talvez pense que os outros achem você o cara legal. Contudo, há uma boa chance de que os rótulos que acredita que têm no escritório não sejam os mesmos que os seus colegas enxergam em você.

Reconhecer como os outros percebem você pode ser importante para ganhar insights valiosos e entender a razão pela qual você não ganha uma promoção no trabalho, ou porque se esforça tanto para executar suas atividades profissionais. Apesar de muitas pessoas acreditarem que conhecem bem a si mesmas, estudos mostram que nossa percepção pode ser um pouco enganosa.

Um estudo de 2014, publicado pela Society for Personality and Social Psychology, revelou que a maioria das pessoas não sabem se são vistas pelos colegas como arrogantes ou medrosas. Em uma série de estudos envolvendo estudantes da Columbia Business School, pesquisadores testaram a capacidade dos participantes em avaliar como as outras pessoas enxergavam seu comportamento. Os participantes foram separados em pares e orientados a engajar uma negociação simples – posteriormente os participantes avaliaram sua própria performance e a do parceiro. Parte do experimento também incluiu perguntar aos participantes como eles acham que seus parceiros os avaliaram.

Os resultados do estudo da Columbia Business School revelaram que mais da metade dos participantes (57%) que acreditaram que foram assertivos na realidade foram vistos como receosos durante a negociação. Os participantes que foram avaliados como arrogantes, analisaram seu próprio comportamento como sendo adequadamente assertivos. Apenas 38% dos participantes foram percebidos como adequadamente assertivos por seus parceiros. No entanto, a grande maioria pensou que foi exageradamente agressiva. Por último, o resultado demonstrou que 50% dos participantes erraram a percepção que achavam que seus parceiros tinham sobre eles.

Ficar alheio ao modo como outras pessoas percebem o seu comportamento pode causar consequências sérias no ambiente de trabalho. Apesar das melhores habilidades que alguém possa ter, a falta de autoconsciência pode sabotar seus maiores esforços.

O estudo da Columbia Business School serviu para mostrar que autoconhecimento limitado é responsável por interferir na habilidade de negociação de uma pessoa. Aqueles que incorretamente assumiram que estavam “forçando” o parceiro, tentaram reparar o erro. Esse comportamento resulta no indivíduo aceitar ofertas menos lucrativas na tentativa de manter o relacionamento amigável com a outra pessoa. Contudo, esses indivíduos não perceberam que não havia necessidade de reparar o relacionamento. Os parceiros do experimento na maioria das ocasiões não pensaram que seus colegas tinham exagerado ou se tornaram agressivos.

Conquistar as coisas que você deseja em sua vida – seja um aumento no salário ou um desconto ao comprar um carro novo – exige que você seja adequadamente assertivo. Mas só porque você pensa que está sendo assertivo, não significa que os outros pensem da mesma forma.

Ser uma pessoa autoconsciente pode ser complicado. Umas das melhores maneiras de absorver novos insights sobre seu próprio comportamento é buscando feedback de um mentor ou líder confiável. Receber uma avaliação honesta sobre sua performance pode ser fundamental para sua carreira – se você estiver disposto a ouvir.

Com Inc