Como identificar e lidar com 5 tipos de colegas tóxicos no trabalho

Geralmente, atribuímos aos chefes este adjetivo de tóxico. Porém, ele não é exclusivo da liderança. É difícil encontrar um profissional que não tenha uma história com colegas que prejudicavam o clima organizacional e, consequentemente, os resultados da equipe.

Infelizmente, esse perfil de profissional é encontrado na maioria das empresas, independentemente do setor. Importante diferenciar o colega tóxico daquele que teve um dia ruim que podem gerar reações negativas temporárias. As pessoas tóxicas, geralmente, têm um longo histórico de conflitos, discórdia e turbulência em suas vidas que podem não ter sido reconhecidos e tratados.

Elas até podem ser boas no trabalho que realizam, mas seu comportamento disfuncional prejudica a empresa como um todo, pois fazem com que os demais funcionários se sintam desconfortáveis e percam o foco, impactando negativamente no desempenho da empresa.

Saiba como identificar colegas de trabalho tóxico e aprenda a lidar com eles de forma que não afete o desenvolvimento do seu trabalho:

  1. A pessoa que deixam você “com um pé atrás”

Já percebeu que existem pessoas no ambiente de trabalho que, além de deixarem você desconfortável, fazem com que você revise diversas vezes as coisas que fala e as atitudes que toma em suas interações com elas? Esse é um perfil clássico de pessoa tóxica no trabalho, que o(a) deixa apreensivo(a) quando está por perto e faz com que você tenha cuidado redobrado ao conversar, questionando-se até se o problema não é você, pois tudo o que disser pode ser usado contra você em um futuro próximo.

Lidar com essas pessoas não é fácil. O primeiro passo é não se envolver além do necessário e nem participar de fofocas que venham a surgir. Foque suas energias em você, na realização do seu trabalho e cuide do seu comportamento e seus pensamentos, sem deixar que a toxidade dessas pessoas o contaminem e que o envolvam em conflitos.

  1. A pessoa que sempre tenta impor que está certa

Algumas pessoas tóxicas gostam de estar certas sobre tudo e estão dispostas e até transferir a culpa aos outros. Em prol da boa convivência, acabamos aceitando essa interpretação e culpa e concordando com elas a fim de manter a paz no ambiente de trabalho.

Aceitar que está sempre errado para evitar conflitos, mesmo quando se está certo, acaba prejudicando sua própria imagem e desempenho no trabalho. Por isso, podemos aplicar a empatia com essas pessoas, mostrando compreensão de como elas se sentem, mas sem assumir a culpa que não é sua.

  1. A pessoa que faz você “pisar em ovos” o tempo todo

De certa forma, “pisar em ovos” é uma atitude cuidadosa que colabora com o bom clima organizacional. Porém, quando temos que ter esta atitude com frequência exagerada com colegas tóxicos para evitar suas reações explosivas e isso nos deixa incomodados, você tem um problema.

A dica para conviver bem com esse perfil de profissional é ser gentil, sem deixar de ser você mesmo. Se o seu colega de trabalho interpretou de forma errônea algo que você disse, a responsabilidade não é sua.

  1. A pessoa que torna o relacionamento emocionalmente exaustivo

A tendência é que o relacionamento com colegas tóxicos faz com que você queira evitar essas interações pois sempre espera pelo pior e provocam uma exaustão emocional.  Quando não podemos deixar de interagir com estas pessoas, porém é importante que saibamos lidar com esta situação. Simplesmente evitar estas interações geram efeitos negativos para o desempenho da equipe e os resultados da empresa.

Quando a situação estiver realmente insustentável, o indicado é escalar o problema para o nível acima junto com uma solução, sem personalizar ou culpar a pessoa tóxica.  O foco deve ser a melhoria da relação e comunicação dentro da área, pensando no bem comum e desempenho da equipe e dos resultados da organização.

  1. A pessoa que faz com que você acredite ser o problema

Pessoas tóxicas têm a habilidade de manipular pessoas. Embora você reconheça que não é o único a ter problemas com esse colega, ainda há um sentimento de que, talvez, o problema esteja em você.

Não existe um segredo para não ser manipulado por essas pessoas. O que devemos fazer é ignorar o comportamento delas e estar convicto das suas ações e do trabalho que está realizando. Não se permita entrar no jogo de manipulação.

Concluindo, nós somos responsáveis apenas por nossas ações e reações, e também por nossa paz e felicidade e devemos lutar por elas. Não podemos permitir que pessoas tóxicas em nosso ambiente de trabalho nos roubem aquilo. Identificar o comportamento tóxico da pessoa é importante, mas mais importante é ser verdadeiro com você mesmo e com o que você quer ser, para ter os resultados mais positivos.