Você sabia que quanto menos controle você tem de suas emoções, menos lógicos seus pensamentos serão? Se você estiver prestes a assumir um risco, especialmente um que envolva o seu bem-estar, você não desejaria que a probabilidade de sucesso estivesse a seu favor?

Muitas pessoas tomam decisões com base nas opções que vão gerar o menor grau de ansiedade. Ao tomar uma decisão, é importante prestar atenção aos pensamentos que você têm e refletir sobre os riscos a serem tomados, garantindo que esteja baseando sua decisão em fatos e não em emoções.

Julgamos incorretamente o controle que temos em uma situação

Muitas pesquisas apontam que as pessoas são péssimas ao calcular exatamente as consequências de um risco. Por incrível que pareça, muitas das grandes decisões que tomamos na vida são baseadas na completa irracionalidade. Entenda algumas condições que explicam por que isso acontece:

  1. Geralmente , tendemos a assumir riscos maiores quando acreditamos que estamos no controle da situação

Muitas pessoas se sentem mais confortáveis quando estão no banco do piloto do que quando estão no do passageiro, por exemplo. Claro que só porque é você que está com o volante na mão não quer dizer que conseguirá evitar um acidente no percurso.

  1. Exageramos quando acreditamos que há segurança por perto

O comportamento das pessoas muda quando acreditam que estão em um ambiente que apresente segurança, levando-as a tomarem riscos maiores do que costumeiramente tomariam.

  1. Não sabemos reconhecer a diferença entre habilidade e sorte

Os casinos descobriram que os apostadores diferem na maneira como jogam os dados dependendo do número que precisam para ganhar. Quando precisam apostar em um número maior, eles jogam os dados com agressividade, enquanto que quando apostam em um número menor, jogam com mais suavidade. Embora seja um jogo que envolve probabilidades, as pessoas se comportam como se envolvesse também algum tipo de habilidade.

  1. A familiaridade de um risco altera a percepção das consequências

Quanto mais assumimos um risco, mais tendemos a calcular erradamente as consequências do risco que estamos de fato tomando. Se você assumir um risco várias vezes, irá parar de enxergá-lo com um risco.

  1. A influência de outras pessoas exerce um papel importante em seu comportamento

Emoções podem ser contagiosas. Se você estiver em uma multidão de pessoas que não reajam ao cheiro de fumaça, é provável que você não sinta noção de perigo. Por outro lado, se as outras pessoas começarem a entrar em pânico, é muito provável que você reaja da mesma maneira.

Com Fast Company